Polícia Civil prende grupo de estelionatários que aplicava golpes em Alagoas

Policiais da Divisão Especial de Investigações e Capturas (Deic) e do 17º Distrito Policial de Marechal Deodoro, sob o comando dos delegados Fábio Costa e Leonan Pinheiro, prenderam três pessoas envolvidas no crime de estelionato, em Alagoas, que renderam prejuízo de cerca de R$ 300 mil só nos 30 dias em que foram investigadas.

Foram presos Fernando Magalhães de Souza, de 46 anos, Cícero Sebastião Soares, 35, e Emanuela Patrícia Simão dos Santos, 36.

Com eles, foram encontrados diversos documentos falsos, contratos de financiamento, contas de energia e identidades em branco, notebook, impressora e uma quantia em dinheiro.

Na residência de Fernando, a polícia encontrou, ainda, uma bicicleta de uso profissional, estimada no valor de R$ 50 mil, que teria sido roubada em 2017, no estado do Rio Grande do Norte.

Fernando Magalhães já é conhecido da Polícia e considerado um dos maiores Estelionatários do Estado de Alagoas

De acordo com a investigação, o grupo falsificava documentos de pessoas e usava para conseguir crédito junto a diversas financeiras para realizar compras no estado. Somente no município de Jequiá da Praia, Litoral Sul de Alagoas, os suspeitos chegaram a revender dez piscinas de fibra no valor de R$ 14 mil.

Todos os suspeitos foram autuados por associação criminosa, uso de documento falso, falsificação de documento e estelionato. Eles se encontram, agora, à disposição da Justiça.

Ascom – 17/06/2019

(Visited 1 times, 1 visits today)